Livro: Heresia

Sinopse: Inglaterra, 1583: o país enfrenta um período conturbado, marcado por conspirações para derrubar a rainha Elizabeth, que é protestante. Muitos de seus súditos estão insatisfeitos com o governo e anseiam pelo retorno do país à religião católica. Em meio a esse clima de conflitos religiosos, o monge italiano Giordano Bruno chega a Londres, tentando escapar da Inquisição, que o acusou de heresia por sua crença num Universo heliocêntrico. O filósofo, cientista e estudioso de magia logo é recrutado pelo chefe do serviço de espionagem real e enviado a Oxford. Envolvido em uma rede de intrigas e traição, ele percebe que às vezes nem mesmo os mais sábios conseguem discernir a verdade da heresia. Alguns, no entanto, estão dispostos a matar para defender suas crenças. é um romance histórico sobre um homem à frente do seu tempo: Bruno Giordano. Baseado em fatos reais da vida de Giordano Bruno, Heresia exigiu uma pesquisa minuciosa da autora, que investigou a fundo a trajetória do monge e o contexto político e religioso da época em que ele viveu. O resultado é um suspense histórico repleto de reviravoltas surpreendentes

Autora: S. J. Parris || Skoob || Compre

“Todos queriam ser mártires por sua religião, ou assim diziam (…). Era a glória suprema (…). Que espécie de religião é essa (…), que faz os homens se apaixonarem mais pela morte do que pela vida? Onde é que fica o amor? Onde está a bondade humana?

O livro me conquistou pela capa.. pela sinopse…. e fiz de tudo para logo conseguir tê-lo em mãos.. depois percebi que de fato Giordano Bruno existiu.. e foi até mesmo o livro baseado em fatos reais e tal.. o que me animou ainda mais.. contudo o livro demora bastante a ficar ‘irresistível’.. para um suspense que te prenda e te force a só terminar de ler quando acaba… Por volta da página 200 é que não tem jeito a curiosidade fica mais evidente e você precisa saber o que afinal está envolvido.. e quem é o assassino.. mas eu dou o mérito do livro mais ao próprio Giordano Bruno.. é uma pessoa bem interessante.. eu gostaria de ter acompanhado mais a vida dele.. fui dar uma espiada no google e não gostei q por fim ele acabou sendo morto pela Inquisição. Por mim ele teria seguido mais da forma como estava indo no livro ehehehe.. uma pena.. mas parece que ele continuou de cabeça erguida.. e isso que importa.. a coragem.
“Eu não temia morrer por minhas convicções, contanto que já houvesse determinado por quais delas valia a pena morrer”
Voltando ao livro há passagens muito interessantes sobre os homens e a religião.. e lógico acredito que esse tenha sido o ponto maior de existir o livro. não apenas solucionarmos os assassinatos. Apesar de eu ficar um pouco frustrada de não ter ‘visto’ a Elizabeth.. quando você entra com a mente vazia para a religião.. é complicado seguir um lado na história né.. claramente não temos ‘mocinhos’ ou ‘vilões’ cada um age de sua maneira.. achando que estão certos.. e que é tudo justificável pelo que acredita.. mas que no fundo não é bem assim. No final eu fiquei odiando todo mundo… pois é muita hipocrisia sabe.. e é nojento ter que conviver com isso.. presenciar… O pior que nem podemos sonhar que tudo será melhor.. que teremos justiça e igualdade.. NUNCA existiu e nem vai existir.. o homem é tão fácil de sucumbir.. tem a carne tão fraca.. chega a ser deprimente… apesar de mesmo assim eu ainda seguir acreditando rs. Mas esta justamente era a ‘ilusão’ do Bruno.. pois já naquela época ele percebia a necesssidade urgente de uma solução.. e  talvez ele conseguisse com “uma nova filosofia, um conjunto de princípios que nos unisse, ao passarmos das trevas das guerras religiosas para o esclarecimento da hossa humanidade e da nossa divindade.(…) não era tarde demais para esperar por um mundo melhor“.

“Jogar policitamente com a vida alheia era parte do caminho para a promoção social, mas essa, como eu estava começando a compreender, era a verdadeira heresia.”

Obs.: Não me conformo com o fim da história de Sophia… ela parecia ser uma pessoa tão diferente para sua época.. alguém a se espelhar… e até mesmo a admiração do Bruno poderia ser mais explicável (e cheguei até a achar eles fofos hiihih)… mas suas ações e até seu comportamento no final foram pura decepção.. até eu pude pensar que ela não passava de uma prostituta de um papista… mentira também não chega a tanto.. e também não teremos como saber se o cara iria ajudá-la ou não.. mas vendo pelo comportamento de todos que eram motivados pela religião.. assim, não o vejo tomando atitudes diferentes dos demais.. mas fica no ar da mesma forma.. assim como Bruno questionou.. nunca saberemos o que afinal aconteceria… mas arriscar para que, né?
E se eu gostei de ler um pouco sobre Giordano Bruno… fiquei ainda mais contente em saber que a autora planejou uma série para ele de thriller histórico .. o segundo título, Prophecy, foi lançado em Março em UK.. agora vamos aguardar o Arqueiro para a data da divulgação aqui o/.
Arte do livro / Capa e interior
Tempo de leitura / Narrativa
Objetivo / Impacto 

Comece a corrida para ser o ganhador.. Leia as regras aqui. Comente no post abaixo e se quiser divulgue 1x a mensagem no Twitter, Facebook e/ou
Buzz. Depois é só preencher o formulário abaixo.
É o aniversário da @danifuller mas eu que ganho o presente. São 7 livros para eu escolher!! http://bit.ly/niverdf

Click Here to Leave a Comment Below

TOP