10 Dicas para sua primeira visita a Bienal do Livro RJ 2015

Estamos a uma distância de 6 dias para Bienal do Livro RJ e se essa é sua primeira visita eu tenho algumas dicas para te passar.

São 11 dias de evento e para quem pensa que 1 dia é mais que suficiente ou que te deixará satisfeito, eu logo adianto que NEM PENSAR!

Mas afinal o que pode tanto ser feito por horas e em mais de 1 dia por lá?

Não seria apenas um passeio ou aproveitar uma tarde de sábado chuvosa ou sem nada para fazer?

Não posso fazer uma visita aos estandes e comprar 1 livro que eu já desejava mesmo?

Se você nunca foi a uma Bienal do Livro, é bem complicado descrever para você a sensação de estar lá, principalmente quando você é louco por livros e possui diversos autores favoritos.

E claro que apenas comentar sobre isso não basta e sim você visualizar que são 3 pavilhões em torno de 11, 22 e 22 m²cada. E quase todo o espaço dedicado a LIVROS e diversas outras atividades que você simplesmente ama ou vai querer fazer parte nem que seja um pouquinho.

E agora? O que você pode fazer ou como realizar um planejamento ou não ter suas horas ou o dia desperdiçado etc?

10 dicas para Bienal do Livro 2015 RJ

1) Confira a programação da Bienal e faça seu próprio planejamento.

Escolha dentre os autores confirmados, aqueles que você deseja ver de perto. Seja em uma sessão de autógrafos, bate-papo etc. Faça isso também com as editoras e eventos internos que elas tenham planejado.

2) Olhe e analise o mapa do local.

Afinal são 3 pavilhões enormes, com vários espaços e estandes e mesmo com tudo bem sinalizado, chegará uma hora que as pessoas  e sua cabeça com a falta de familiaridade fique completamente perdido. Destaque o guarda-volumes, banheiro e os locais que separou no 1. Isso é importante para não ficar perdendo tempo lá procurando isso. O melhor é ir direto ao que planejou e com o resto do tempo visitar os demais lugares.

3) Compre seu ingresso antecipado

Cada minuto é indispensável, logo não tente comprar o ingresso assim que chegar. É bem capaz de ter que enfrentar uma fila dos desavisados ou daqueles visitantes esporádicos que descobriram por acaso sobre a feira e estarão por lá. Vá aos postos de compra ou pelo site.

4) Escolha de roupa apropriada

Parece um item desnecessário, mas não acredito que vá fazer apenas turismo por lá. É óbvio que passará muitas horas visitando estandes, em filas, andando para lá e para cá, em pé ou precisando sentar em alguns momentos para um descanso ou comer e não são muitas opções confortáveis para realizar isso (caso não esteja com uma roupa apropriada).

  • Calçados confortáveis e que não machuquem de jeito nenhum;
  • Roupas que se adequem a mudanças de temperatura: Não estamos no verão, mas é possível pegarmos uma temperatura mais quente em algumas horas do dia e mais fresca em outras, dentro dos pavilhões você conta com ar-condicionado. E que também te deixem confortável para permanecer por muitas horas e sentar no chão, na grama (se for necessário). Recomendo que leve alguma canga;
  • Verifique antes de sair o clima para o dia, caso esfrie muito a noite e você só saia de lá na parte da noite, leve também um casaco. A região onde fica o RioCentro esfria bastante na parte da noite

5) Itens indispensáveis para levar

  • Garrafa de água: Próximo aos banheiros é possível encontrar bebedouros. Costumam ter fila, mas é mais fácil do que comprar água por lá que costuma ser muito caro. Já leve água de casa e depois apenas vá alimentando a água. É importante manter-se hidratado durante o dia!
  • Biscoitos, barra de cereal, frutas e bala: Eu não consumo barra de cereal, mas a maioria curte. Eu prefiro biscoitos, logo você precisa levar alguns com você e/ou suficiente para que consiga se manter durante o dia. É possível comprar comida e lanche por lá, mas a fila, o preço e a qualidade dos alimentos nem sempre compensa perder tanto tempo e dinheiro.
  • Mochila, bolsas ecológicas ou outro tipo e com rodinhas de preferência: Acho que aqui não temos ninguém que vai apenas passear por lá e mesmo que você não tenha nenhum dinheiro, alguma coisa vai acabar comprando ou até mesmo ganhando. São vários eventos por lá, promoções e fica difícil você não acabar garimpando algo que precise carregar. Eu já saí de um dia de bienal com mais de 10 bolsas e 1 mochila. Carregando tudo sozinha rs. O espaço conta com guarda-volumes (costuma ser gratuito), assim minha dica (principalmente para você que vai pegar várias conduções ou mora distante) é levar uma mochila ou mala com rodas, deixar no guarda-volumes, depois passar o dia na Bienal com uma bolsa ou mochila e se for comprando ou garimpando muita coisa pelo dia, vai lá no guarda-volumes e descarrega e na hora da saída basta ir arrastando \o/. Sem estresse para andar pelos corredores lotados e sem ficar com o ombro e a coluna doendo por 1 semana.
  • Carregador de celular de tomada e portátil: Acredito que em 2015 a Bienal do livro deverá ter vários pontos para isso e até atualizarei aqui depois com a informação. Porém, olhando pelos outros anos, é mais fácil ficar prevenido. Em alguns estandes e no banheiro, foram os locais que tornavam possível isso, mas para evitar uma fila e disputa é preferível você levar um portátil. Se tornou bem comum o carregador portátil e com vários tipos e preço, alguns permite até 2 cargas (dependendo do seu aparelho) e assim você não ficará sem celular no final (ou meio) do dia.
  • Dinheiro: Eu não costumo também andar com dinheiro, não me sinto muito segura, porém é muito fácil que nos horários de maior pico na Bienal do Livro, as máquinas de cartões simplesmente darem problema. Imagina você perder um bom tempo escolhendo, depois na fila e acabar não conseguindo comprar devido ao problema na máquina.

6) Chegue cedo (ou muito mais tarde, porém qual é a graça?)

Não sei se as pessoas possuem outros afazeres ou simplesmente não conseguem acordar cedo. E nem é que vá estar vazio quando for na hora que abrir, mas será bem mais tranquilo para caminhar por tudo e até realizar suas compras até meio-dia.

E tem ainda a questão que se você pretende ir para alguma sessão de autógrafos ou bate-papo, dependendo do autor, será MUITO concorrido e tem gente que madruga mesmo na fila e ainda guarda lugar para outros também.

Espero que não seja possível guardar lugar esse ano e uma coisa guardar lugar para 1 ou 2 pessoas ou até mesmo guardar mesmo e depois a outra pessoa te substituir, porém na Bienal do Livro os jovens andam em bandos e costumam fazer as mesmas coisas e todo ano é isso. Ficam 2 deles em uma fila, e aí você acha que está seguro para ter sua senha e quando aproxima-se do horário da distribuição aqueles 2 se tornam uns 10, 15 e não estou brincando!

7) Vá em mais de 1 dia. Principalmente os primeiros e últimos.

O que observei em toda a Bienal é que você perde muito não indo ao máximo de dias possíveis. Mas nem sempre você possui $$$ e disponibilidade para isso, logo recomendo que vá nos primeiros dias (esse ano seria dia 3 ou 4), vá no primeiro sábado ou domingo também, pois sempre bomba muito lá com todo tipo de evento (e também de pessoas) e no último dia (dia 13).

Apesar de ser possível prever algo, nenhum estoque das editoras é infinito e algumas delas disponibilizam ofertas e brindes imperdíveis em seus estandes. Ou mesmo que não seja tão assim barato, porém você fica caindo em tentação. E vou te dizer, as pessoas COMPRAM mesmo.

A Editora Intrínseca é uma das que mais bombam, pois disponibiliza muitos livros com desconto, e nos primeiros dias eles vão estar com uma pilha enorme e depois você vai ver aquela pilha diminuindo até que eles não possuem mais para repôr. Ou apenas no próximo final de semana ou outro dia quando você não vai estar lá.

Sendo assim, indo no primeiro dia é certo que encontre tudo disponível e também vários brindes à disposição (espero que siga assim esse ano também) e que também vão acabando conforme o povo vai comprando. É comum termos combos como compre livro x e ganha o bottom dele ou compre livro y e z e ganhe uma camisa. A Intrínseca, Record e Pensamento são as que mais ofereceram esse tipo de promoção (e os melhores sempre esgotam nos últimos dias!!!).

E, também existe o outro lado, que é quando as editoras fazem uma queima total de livros. Além de você mesmo poder chorar mais por desconto quando for comprar algo. Isso só será possível mesmo nos últimos 2 dias (e mais no último dia). A Novo Conceito é uma que diminui bastante o preço dos seus livros nos últimos dias e outras acabam colocando mais livros em promoção também. Por isso é importante que tenha noção dos preços antes, para saber se algo já está com um preço incrível ou se é possível aguardar até o final.

8) Paciência e disposição para tudo

Já adiantei um acontecimento no 6 que irrita bastante. A Bienal do Livro em 2015 contará com uma central de distribuição de senhas e não sei se isso funcionará melhor ou não e em todo caso é bom que desde já você comece a praticar a paciência.

A visita é muito gratificante, porém coisas desse tipo vão irritar bastante. Já tive anos que passei horas na fila e aquilo me desgastou muito, pois não pude aproveitar mais a Bienal no dia e parecia apenas uma questão de falta de planejamento por parte deles.

Sua adrenalina ficará muito em alta a quase todo o momento, então isso da disposição é muito relativo. Eu sou uma pessoa que não costumo nem sair muito e odiar tumulto ou grandes aglomerações, mas lá é um ambiente super favorável para mim, pois estar perto de tanta coisa que amamos é outro nível. É bem energizante, mas isso também é reflexo do que foi citado na parte 5 das dicas!

Quando mais tarde ficar, mais cheio ficará. Se for final de semana ou feriado é certo que vai ficar muito lotado e do tipo que você anda esbarrando nas pessoas, crianças, carrinhos de bebê etc. E as principais editoras vão estar com filas dando voltas para pagar e até mesmo fila de espera para conseguir entrar lá!

Você só consegue ter noção vivenciando, mas essas dicas para sua visita a Bienal do Livro são essenciais para que seja tudo mais prazeroso.

9) A saída é uma maratona

Chegue cedo para sair cedo, porém nem sempre você terá forças para ir embora. Dá vontade de ficar lá direto, principalmente quando você pensa na distância até sua casa.

A partir de umas 18h teremos muita gente chegando e muita gente  saindo da Bienal. Ao lado possui o ponto final para vários ônibus e eles saem lotados de lá. Eu sempre aguardo estar na posição em que eu consiga ir sentada para poder acomodar minhas bolsas, então já teve ano que também aguardei quase 2 horas para conseguir isso. O item 8 é bem importante nesse momento também.

E não apenas nos ônibus, mais o excesso de carros também tornará o trânsito bem intenso nessa saída de lá, e ainda somamos isso aos demais daquela região mesmo, e obras etc. Talvez a saída não seja tão agradável viu…. espero que esteja sentado, pegue o livro que acabou de comprar e se distraia lendo.

10) Aproveite bem e esteja ciente que acaba mais rápido do que você gostaria

Mesmo sendo cansativo e até com alguns probleminhas, no final vai te deixar com uma sensação já nostálgica e que não foi suficiente.

Deveriam disponibilizar mais dias ou pelo menos as horas deveriam passar mais devagar. Lá dentro é mágico, a hora voa mesmo e depois dá uma sensação de vazio e que 2 anos de espera para mais é insuportável de aguentar.

E sim você vai amar e sim vai querer voltar todo ano e provavelmente vai fazer um esforço até para ir na de SP.

Algumas dicas podem acabar sofrendo alterações ou um post extra. Cada Bienal do Livro é diferente e só depois de ir é que poderei comentar mais.

Espero que sejam úteis e que sua Bienal do Livro seja inesquecível!

[su_slider source=”media: 13640″ link=”lightbox” width=”720″ height=”700″]

Click Here to Leave a Comment Below

TOP